5 de dez de 2013

Reformas de fim de ano


No último artigo, indicamos que um dos destinos do 13º salário seria a reforma de imóveis. Para quem pretende usar a verba extra recebida nesta iniciativa, preparamos algumas dicas que possam realmente trazer satisfação, melhorias na qualidade de vida e até a valorização imobiliária.

Reparos

Imagem: reprodução.
Antes de tudo, confira se há sinais de infiltração ou umidade na parte estrutural da construção, especialmente em muros, paredes, pisos, lajes e telhados. Caso encontre algum indício mais superficial (externo), é possível repará-lo manualmente com um tratamento de lixa, impermeabilizante e nova demão de tinta. Se perceber algo mais complexo (rachaduras profundas, manchas maiores e aquela sensação de “fofo”) ou envolvendo a parte hidráulica (encanamento), procure consultar um profissional que dará solução ao problema. O sistema elétrico também precisa ser avaliado, principalmente emendas com fitas isolantes e fios aparentes. Comparar as últimas contas de energia elétrica poderá revelar algum tipo de sobrecarga, um dos principais causadores de curtos e incêndios prediais. Busque contratar um eletricista e evite gastos desnecessários ou qualquer risco de choques ou outros acidentes.

Pintura
Imagem: reprodução.

Mudar a cor de fachadas e cômodos é uma das práticas mais comuns nesta época do ano. Entretanto, o primeiro passo desta mudança será a eliminação de mofos e correção de todas as imperfeições. Na escolha das tintas, de forma geral, evite os tons mais fortes e intensos em superfícies muito amplas, podendo tornar-se enjoativos em pouco tempo. Nos espaços mais movimentados, como as salas, opte por cores ou texturas que combinem com a decoração do ambiente. Já nos quartos, escolha pelos tons mais leves e acolhedores, como as versões suaves de azul, verde ou cinza. Na área externa, recomenda-se o uso de tinta acrílica, mais resistente às variações climáticas.

Projeto
Imagem: reprodução.

Em reformas mais significativas - por exemplo, quando exige quebra e construção de paredes - será necessário um projeto elaborado ou avaliado por um especialista. Mesmo um pedreiro experiente tem a capacidade de analisar se a mudança desejada é viável e realmente eficiente ao imóvel. Vale também uma reprogramação na rotina de quem frequenta o local, pois este tipo de obra sempre gera transtornos no dia a dia das pessoas.

Esperamos que estas sugestões possam ajudar quem pretende renovar o imóvel para começar o ano com aquela sensação prazerosa de novidade.

Um comentário:

Anônimo disse...

Só vale o cuidado de não fazer reformas muito longas. Pois as chuvas são mais comuns nessa época do ano.